sexta-feira, 29 de julho de 2016

[RESENHA] - O Guarani

O Guarani
Autor: José de Alencar;
Publicado pela editora: Ática.

Aviso: Esta resenha contém spoilers

RESUMO

O guarani, é um romance criado pelo grande escritor, José de Alencar.
                A história é ambientada no interior do Rio de Janeiro no século XVII, onde encontram-se os heróis da narrativa, Peri e Cecília. Ela, filha do poderoso fidalgo português, D. Antônio de Mariz; E ele, índio da tribo dos goitacases.
                D. Antônio de Mariz fez sua morada em meio a mata fechada, junto com sua família. D. Lauriana, sua esposa; D. Diogo o filho mais velho, Cecília sua filha caçula e Isabel, sua filha com uma Índia, porém é apresentada como sua sobrinha. Além destes, D. Antônio têm enorme carinho por Álvaro de Sá, cavaleiro de confiança. E junto com este, moram vários homens que cuidam da segurança da família.
                O Guarani, destaca ao decorrer da história não só o romance de Peri e Cecília, mas também o amor não correspondido de Isabel para com Álvaro. E o amor do cavaleiro pela Cecília; Assim como o desejo de Loredano por ela.
                E a obra não narra só esta confusão de sentimentos, mas também nos surpreende com a ação. D. Diogo mata acidentalmente uma índia da tribo Aimoré. E contudo a tribo decidi vingar-se; mas não é só este risco que a família corre, Loredano o ex-frei ambicioso e perverso pretende saquear a casa e raptar a doce garota, porém, para seu azar o plano fracassa e ele é descoberto sendo julgado e morto em uma fogueira, em seguida.  Os índios Aimorés, por fim, iniciam a sua sede de vingança e infelizmente por estarem em maior número, acabam obtendo êxito. Todos morrem - Isabel não morre nas mãos dos índios, mas sim suicida-se - salvando-se apenas, Peri e Cecília.  
                Após Peri salvar Cecília, inicia-se um diluvio no rio Paraíba e o livro termina exatamente quando, Peri salva Cecília novamente abrigando-se em uma palmeira enquanto ela apenas aguarda a sua morte. Marcando assim o final da história do “Escravo” e “Senhora e iniciando, um grande amor.



Personagens
Peri – Herói, Índio da Tribo Goitacases;
Cecília – Heroína, Filha do Fidalgo;
D. Antônio de Mariz – Fidalgo Português;
D. Lauriana – Dama paulistana;
D. Diogo – Filho mais velho do fidalgo;
Isabel – Filha bastarda de D. Antônio.
D. Álvaro de Sá – Chefe dos Aventureiros;
Loredano – Aventureiro e Frade Renegado;
Bento Simões – Comparsa de Loredano;
Rui Soeiro – Comparsa de Loredano;
Martim Vaz – Braço direito de Loredano após morte dos antigos comparsas.



Minha Opinião.
                Este é com certeza o meu livro favorito dentre todos que já li, inclusive os da obra dele. José de Alencar encantou-me no livro todo, a narrativa, os detalhes excessivos, o romance, a aventura e enfim, tudo. O livro para mim é uma obra perfeita.
                Embora muitos não gostem por acharem cansativo, o primeiro capítulo é um dos melhores. O autor detalha com grandiosidade o cenário em que se sucede a obra. Nos mostrando o quão belo é o interior, o quão formoso é o nosso Brasil.
                O foco da história desde início sempre foi nos mostrar o romance do índio e da branca, porém, o casal que também teve destaque e que eu mais admirei, foi o amor impossível de Isabel e Álvaro.  A jovem que sofre por não ser reconhecida como filha e sim apenas como sobrinha é apaixonada pelo cavaleiro que apenas tem olhos para a sua irmã/prima. Acha-se feia e não gosta da sua cor por acreditar que este seja o fato de seu amado não olha-la, mas mal sabia ela que aquele homem a amaria. Os dois vivem um romance e quando Álvaro decide comunicar D. Antônio sobre sua paixão, o infeliz destino o sabota, fazendo com que ele morra. Isabel suicida-se e morre ao lado do amado.

                O final da obra é sem dúvidas, surpreendente. Recomendo para todos.

Um comentário:

  1. Olá!
    Caramba! Sempre me impressiono quando vejo uma resenha de algum livro clássico da literatura brasileira! Por favor, continue! Acho super legal incentivar aos leitores atuais os clássicos! Aliás, esse livro é maravilhoso!

    bjs

    Inajara

    www.vintageandgeek.com.br

    ResponderExcluir